Pedro Parente produziu perdas bilionárias às famílias brasileiras, por Ion de Andrade

Publicado no Jornal GGN.


Considerando os custos do diesel, caso a política de precificação do governo Dilma estivesse em vigor, em R$2,30 (clique aqui para ler o artigo de Paulo Cesar Ribeiro Lima sobre o tema) e projetando os custos da gasolina, do etanol e do gás de cozinha nos mesmos patamares, podemos fazer uma projeção, ainda imprecisa, das perdas produzidas pela política de Pedro Parente sobre as famílias brasileiras.

A esse montante, que esboçaremos uma quantificação que precisa ser posteriormente aprofundada por economistas e outros especialistas que detém números detalhados e as competências analíticas específicas, devem ser acrescentados os montantes referentes à importação desnecessária de diesel (em dólares que fragilizaram a balança comercial do país) e a perda de empregos no Brasil pela ociosidade proposital das nossas refinarias.

O consumo de combustíveis no Brasil, segundo dados de ampla divulgação que podem ser obtidos por um leigo como eu na internet revelam o seguinte volume de consumo aproximado (clique aqui para ver o artigo fonte):
  • Diesel: 54 bilhões de litros por ano
  • Gasolina: 45 bilhões de litros por ano
  • Etanol: 26 bilhões de litros por ano
  • Gás de cozinha: 15 bilhões de litros por ano

Se considerarmos, por hipótese, um aumento linear dos valores desses produtos entre R$1,00 e R$2,00 ao longo de um ano teremos um prejuízo para as famílias brasileiras, que se situará entre R$140.000.000.000 e R$280.000.000.000, (cento e quarenta e duzentos e oitenta bilhões de reais por ano). Uma aritmética simples.

Isso, sem contabilizar a perda de empregos na cadeia produtiva do Petróleo no Brasil e a importação desnecessária de combustíveis.

Algumas observações se impõem:

a. Tais números astronômicos tornam os resultados da operação Lava Jato inteiramente irrelevantes frente ao prejuízo produzido pela política de Parente (PSDB) à economia popular em apenas um ano de gestão, que como sabemos se orgulha de ter devolvido aos cofres públicos cifra correspondente a 10 bilhões de reais, (um troco);

b. Isso torna a premiação do Juiz Sérgio Moro, como personalidade do ano, pela Câmara de Comércio dos Estados Unidos, como sabemos, em presença do mesmo Pedro Parente (PSDB) em evento em que a Petrobrás compareceu como financiadora, (veja aqui) algo que deve ser claramente explicado, afinal, a Petrobrás só veio ser dirigida por Pedro Parente em decorrência de desdobramentos jurídicos e políticos produzidos pela Lava Jato.

c. Sem ser jurista enxergo crime contra a economia popular, previsto na Lei nº 1.521/51 e que se referem a atos que ferem a livre concorrência ou que visem à formação de cartéis, oligopólios ou monopólios e à manipulação de preço e de tendências do mercado, juristas, há?;

d. O volume de perdas para as famílias brasileiras responsabiliza diretamente o governo de Michel Temer e a todas as forças políticas que deram sustentação à derrubada da Presidenta Dilma;

e. Nada acontecerá

Comentários